Espaço das mulheres, homens, jovens, e da família "Cultura"! Independente de classe, etnia, cor, religião. Que tem o HIP HOP em suas vidas.

FAN PAGE - Doe para o Projeto!

_____________________________

FAÇA DOWNLOAD DO CD REALIDADES GRÁTIS, CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO!

________________________________


BLOG HIP HOP MULHER

NOVO LOGO DO PROJETO!! BEM VINDE 2020

ESSE É O NOVO LOGO DO PROJETO HIP HOP MULHER QUE AGORA RECEBEU O CERTIFICADO DE PONTO DE CULTURA!! 
NO LOGO, PRODUZIDO PELA TURMA DE MARKETING DO MACKENZIE TRAZ UM ÍCONE PARA CADA ATIVIDADE PROMOVIDA PELO PROJETO. CONTEMPLANDO ASSIM, AS VÁRIAS AÇÕES QUE O HIPHOP MULHER PROMOVE!





H²M

LOJA VIRTUAL - PRODUÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E ORIENTAÇÃO.


Você tem algo para vender, alugar, trocar?
Criar a sua loja virtual é fácil, mas requer acompanhamento, 
serviço fotográfico/vídeo de qualidade.
Gostaria de ter a sua própria loja virtual? 
Mas não sabe por onde começar?
Dou o suporte necessário!
Layouts, fotos dos produtos, hospedagem e administração.

Tudo por um valor acessível. Para você comercializar seus produtos pela internet!
Não perca tempo... peça um orçamento já!

Envie mensagem para: artecompersonalidade@gmail.com


Preços promocionais de Ano Novo!

ANÚNCIOS

 +++++

 

 

____________________________

GALERA! Antes de fechar a página, não esqueçam de clicar em SAIR; Pois vocês poderão ter os perfis clonados ou usados de forma indevida.

Qualquer tipo de conteúdo impróprio (pornográfico, homofóbico, racista, lesbofóbico, que conduz à violência, etc), terá seu perfil BANID@ da REDE.

IMPRESSÕES, CRÍTICAS, CARTAS E AFINS SOBRE O 1º ENCONTRO HIP HOP MULHER.

OLÁ MENINAS QUE PARTICIPARAM DIRETA OU INDIRETAMENTE DO 1º ENCONTRO HIP HOP MULHER.
ESTOU INICIANDO ESSE TÓPICO PARA FACILITAR E COLOCAR PARA TODAS AS PESSOAS QUE ACOMPANHAM O PROJETO, AS IMPRESSÕES DAS PRÓPRIAS PARTICIPANTES DESSE ENCONTRO. SEGUEM ABAIXO, ALGUNS TEXTOS DE ALGUMAS PARTICIPANTES, E AGUARDAMOS SUA PARTICIPAÇÃO NESSE FÓRUM.
ESTAMOS ABRINDO ESSE ESPAÇO PARA QUE NÃO FIQUEMOS NUM "BATE-BOLA" DE DISCUSSÃO, ONDE NEM TODAS ESTÃO RECEBENDO AS MENSAGENS POIS PERCEBI QUE NÃO ESTÃO COPIADAS NOS E-MAILS DAS RESPOSTAS.
COMEÇAMOS O TÓPICO COM A CARTA DA BIANCA, DO COLETIVO PÃO E ROSAS (que iniciou a discussão por e-mail, onde nem todas estavam copiadas).
BJOS EM TODAS. TIELY QUEEN.

Exibições: 253

Responder esta

Respostas a este tópico

RESPOSTA DA COMPANHEIRA MANA JOSE (PARÁ).

salve ,salve a todas as guerreiras que postaram ou não suas opiniões sobre o assunto que vem sendo debatido nesta lista.pois bem,eu só tenho a agradecer a coordenação do hip hop mulher pela oportunidade dada as mulheres do norte de participar desse evento,concerteza não tem noção de como foi proveitoso os momentos que passamos aí e de como isso nós ajudou na caminhada de fazer parte do movimento hip hop e ser mulher e sustentar isso.
Faço parte de organizações e estou constantemente realizando eventos, atos e posso asseguar não é fácil quisera sempre que tudo fosse conforme planejamos ,nas reuniões cansativas e interminavéis para que tudo saia 100% mais perfeito só Deus e olha vcs coordenedoras foram òtimas em none de minha organização IDENTIDADE HUMANA e meu grupo CONEXÂO FEMININA parabenizo vcs obrigada pelo convite e pelo calor humana de todas até a próxima.
Estas serão as ultimas palavras q tenho a declarar,

Se vcs estão enchergando na minha apresentação,
uma branquinha se aproveitando de duas negrinhas,
o problema esta na vossa cabeça, pq no meu trabalho são
quatro seres humanos de comum acordo que amam oq fazem,
e estão muito felizes E ESCLARECIDOS desenvolvendo seu trabalho.
Nada dessas coisas ditas, tratam de calunia e falta de respeito.

E se pra vcs dançar é algo pecaminoso pra min é algo divino, e para as
menians q estavão dançando, ANA P e A WELIDA QUEEM, tbm é divino
dançar, aqui todo mundo é formador de opinião, então parem de ser
hipocritas e colocar como se elas ou eu, ou todo Mundo estivesse
ingrupido, aqui ninguem é trocha não, TODOS SÃO FORMADORES DE
OPINIÃO!!!!!!!


Sugiro q cada um mude seu proprio pensamento q ja estara mudando o mundo.
E faça seu proprio trabalho para se aparecer.não queira se aparacer em
cima do trabalho do proximo e se gabar como se isso fosse atitude.
NÃO!!!!!!! Isso é falta de respeito e preconceito.

TUDO O QUE FIZERAM ATÉ AQUI FOI ATACAR O MEU TRABALHO,
E AS MENINAS QUE DANÇARAM.
ISSO NÃO É SAUDAVEL E JA ENCHEU O SACO.
VÃO CUIDAR DO TRABALHO DE VCS.

HIP HOP PRA QUEM NÃO SABE SIGNIFICA ALGO PROXIMO A DANÇAR E MECHER OS QUADRIS.

NÃO EXISTE DONAS DO HIP HOP , QUE POSSAM EXIGIR Q TAL COISA PODE E TAL
COISA NÃO PODE A ARTE É LIVRE, E MINHAS LETRAS NÃO ABORDAM UM SÓ TEMA,
NEM MINHA VIDA E NEM MINHA CORRERIA.

REFLITAM A RESPEITO DESTE PONTO TBM.
CLARO QUE MINHAS PALAVRAS NÃO CABEM PARA TODAS,
MAS SIM PARA AS QUE VESTIREM COMO CARAPUÇA!!!!!!!!!!!

BOA SORTE ´PARA TODAS AI NA CAMINHADA,
ATÉ PARA AS Q ESTÃO NEGATIVAMENTE NA AÇÃO.
POIS EU SOU DA ERA MANDELA E GANJI,
ACREDITO NA RESISTENCIA PACIFICA E SEM ATAQUES, E SIM PELA ORGANIZAÇÃO
E RESISTENCIA.
LEMBREM SE QUE EU NÃO ENFIEI O DEDO NA CARA DE NINGUEM
APENAS ME DEFENDI DOS ATAQUES.

E QUE CADA UM TIRE A CONCLUSÃO QUE QUIZER,
POIS O LIVRE ARBITRIO EXISTE PARA QUE CADA UM TENHA A LIBERDADE TANTO
DE EXPRESSÃO QUANTO DE PENSAMENTOS.
MAS LEMBREM SE QUE TEM QUE TER PEITO PARA AGUENTAR AS ATITUDE E
PALAVRAS DEPOIS Q A SOLTAREM PARA O MUNDO.


LEMBREM SE TBM QUE O Q O SISTEMA REALMENTE QUER É QUE AGENTE BRIGUE
ENTRA NÓS NOS FAZENDO PERDER O FOCO VERDADEIRO,
E FOI ISSO Q A ATITUDE DA FERNANDA E DA BIANCA GEROU ATE AQUI,
e AS DEMAIS Q ESTÃO AO LADO DELAS, a perda do foco verdadeiro.
VOU FAZER A MESMA PERGUNTA Q A FERNANDA FEZ NO SEU TEXTO.
AVANÇAMOS COM ESSAS ATITUDES....TIVEMOS VITORIA?
NADA DE POSITIVO...SÓ DESENTENDIMENTO ENTRE NÓS....
REFLITAM....É ESSE O OBJETIVO?
ESSA É A ATITUDE CERTA?
A INTENÇAO É Q FIQUEMOS DIVIDIDAS?

O PONTO QUE TEM QUE PEGAR É OQ TEMOS EM COMUM E NÃO O Q TEMOS
DIVERGENCIAS, TENHO CERTEZA QUE TENHO MUITO EM COMUM COM TODAS VCS, E
AS DIFERENÇAS Q EXISTEM.. TEM QUE SER DISCUTIDAS POSITIVAMENTE, PARA Q
AJA A RELLEXÃO E O AVANÇO, E NÃO ENFIANDO DEDOS NA CARA OU INVADINDO
PALCOS....MUITO MENOS COM PRECONCEITOS E FALTA DE RESPEITO.
PRECISAMOS DA LUTA ASSIM COMO DA DIVERSÃO SE NÃO... NÃO VAMOS AVANÇAR......


MÁXIMO RESPEITO É MEU DESEJO SINCERO E É O Q EU PLANTO TODOS OS DIAS
DA MINHA VIDA.

---------
POETIZA
www.myspace.com/poetiza

Fernanda Ribeiro disse:
Impressões sobre o 1º Encontro Nacional de Hip Hop

Sai de casa no dia 25//07 embaixo de uma forte chuva rumo ao 1º Encontro Nacional de Hip Hop, evento este que mesmo com todas as limitações e debilidades, como dito no texto fabuloso da companheira Bianca do Coletivo Pão e Rosas, pois não acharia palavras melhor para descrever o evento e seus objetivos, ascreditava ser importante porque era uma inicativa de mulheres, feito para mulheres. Sabia que lá encontraria muitas garotas que compartilham das mesmas, ou quase, aspirações que eu, pelo menos a luta contra o machismo e sexismo.

Me abstenho te falar sobre os dois dias do encontro, pois como já disse, a companheira foi muito feliz em suas colocações. Porém, minha surpresa foi que em momento algum se discutiu questão racial, fator principal do Movimento Hip Hop, e muito menos classe, isso nem me passou pela cabeça. Mas porque discutiria se nesta sociedade isto já está superado não é? Issa é coisa ultrapassada. Mas, o Encontro refletiu o próprio movimento que está esvaziado de qualquer discussão política e sequer racial. O véu que o rap tirou dos meus olhos quando adolescente, esta flutuando novamente no ar. Digo que o movimento está esvaziando de qualquer conteúdo político, racial, classe e genero, um movimento que está cada vez mais atrelada a uma agenda governamental ou de organizações neo-governamentais, porém há ainda as que resistem como Tarja Preta, Cathiara e muitas outras que cantando suas músicas me fez pensar que realmente não estamos sozinhas. Do outro lado do Brasil tem mulheres gritando: Queremos mudar esta realidade.

Enfim, vamos ao tão comentado show/festa do final do Encontro. Porra, um show de rap só com mulheres, muito louco, várias garotas dizendo que não aceitamos ser usadas como objetos, ser vistas apenas como carne, sermos subjugadas e oprimidas, quatro Dj's mulheres numa realidade predominantemente masculina, bgirls etantas outras que mesmo não realizando nenhuma destas atividades contribuem muito pra discussão de emancipação. Até que enfim o inesperado aconteceu, num evento de mulheres, as próprias mulheres reproduzindo, conscientemente, o que muitos dos homens que tanto criticamos fazem. Nos colocam sempre como isca pra macho, garotas seminuas no palco rebolando até o chão dizendo vem... vem..., não, não, meninas não era um show de funk, nem axé e muito menos carnaval, mas sim um evento de mulheres no Hip Hop.

Combater esta droga de sociedade em que vivemos só é possível se você for movido por um grande sentimento de indignação e de amor, indignação frente as mazelas deste mundo e amor pela pessoas. Porém, nem todas(os) são nossas irmãs(os), como dizia Solano Trindade, negros que escravizam e vendem outros negros não são nossos irmãos, retifico: mulheres que vendem outras mulheres para fazer o jogo desta sociedade machista e sexistia não são nossas irmãs. Em meu mundo não cabe artistas e sim pessoas que tem compromissos com causas, se não for assim infelizmente é só lamentos, porém a minha grande indignação é com a organização do evento que permitiu este tipo de atitude, quer dizer "contratou" este tipo de postura.

Como mulher preta me senti tão ofendida, humilhada e ridicularizada e tenho certeza que não estou sozinha neste sentimento, o problema é que naquele momento meu ato de indignação foi solitário, mas hoje não é mais. a minha ira é contra as organização de um evento na qual participei dois dias das discussões, por mais limitadas que foram, e que o tempo todo as mulheres que lá estavam diziam em alto e bom som: não somos mercadorias. Não vi em nenhum momento a organização se manifestando sobre isto, e ai o que me dizem?

Minha vivência em um grupo político, que sim está inserido dentro do Movimento Hip Hop, não pra fazer show, nem atividades vazias, pra pra discutir um outro tipo de sociabilidade onde a emancipação da mulher é condição necessária, me fez nãos ser conivente e nem omissa com situações que depreciam a mim ou qualquer outra de minhas irmãs. Não aceito ser usada nem por homens nem mulheres, e foi isso que aconteceu fui usada, fomos usadas, fomos vendidas como carne no açougue pra deleite de alguns, somos sempre expostas como mercadorias.

Estou cansada de ouvir músicas e ver cenas que falam mal de mim, a TV já faz isso, todas fazem isso, rap, axé, samba, sertanejo, enfim, muitos nunca se comprometeram com nada, mas não o rap, rap é música de protesto. Não aceito. E como o rap, música jamaicana também é música de protesto, não é pra falar de maconha não e nem colocar mulher pra rebolar. Em toda história do povo preto e oprimido a música sempre foi uma forma de resistência.

Não faço parte disto, minha postura é de combate e avanço não de retrocesso, quer dizer avançamos? Lembrem do dia 26/07, avançamos mulheres?
Mas, sei que não estou sozinha.

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Tiely Queen.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço