Espaço das mulheres, homens, jovens, e da família "Cultura"! Independente de classe, etnia, cor, religião. Que tem o HIP HOP em suas vidas.

FAN PAGE - Doe para o Projeto!

HIP HOP MULHER INDICA

_____________________________

FAÇA DOWNLOAD DO CD REALIDADES GRÁTIS, CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO!

________________________________



JÉSSICA BALBINO

BLOG HIP HOP MULHER

MOSTRA DE CINEMA E VÍDEO e MOSTRA COMPETITIVA ON LINE! MÊS DO HIP HOP SP


No mês de março 2016... 
A cidade de São Paulo receberá inúmeras atividades de Hip Hop, em vários bairros inclusive no Centro.
Uma das atividades será a 
1ª MOSTRA DE CINEMA E VÍDEO HIP HOP SP 
em vários locais com entrada gratuita.
Além da mostra, também acontecerá pela internet a 
1ª MOSTRA ONLINE COMPETITIVA 
DE VIDEOCLIPES HIP HOP SP.
Para participar basta preencher a inscrição online e enviar seu clipe de hiphop!


H²M

LOJA VIRTUAL - PRODUÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E ORIENTAÇÃO.


Você tem algo para vender, alugar, trocar?
Criar a sua loja virtual é fácil, mas requer acompanhamento, 
serviço fotográfico/vídeo de qualidade.
Gostaria de ter a sua própria loja virtual? 
Mas não sabe por onde começar?
Dou o suporte necessário!
Layouts, fotos dos produtos, hospedagem e administração.

Tudo por um valor acessível. Para você comercializar seus produtos pela internet!
Não perca tempo... peça um orçamento já!

Envie mensagem para: artecompersonalidade@gmail.com


Preços promocionais de Ano Novo!

ANÚNCIOS

 +++++

 

 

____________________________

GALERA! Antes de fechar a página, não esqueçam de clicar em SAIR; Pois vocês poderão ter os perfis clonados ou usados de forma indevida.

Qualquer tipo de conteúdo impróprio (pornográfico, homofóbico, racista, lesbofóbico, que conduz à violência, etc), terá seu perfil BANID@ da REDE.

SÁBADO CAIPIRA -Conto * Antonio Cabral Filho - RJ

PORTINARI
*
O caipira estava preocupado com o sol castigando a sua plantação e foi conversar com o compadre  sobre o seu drama:
- Ô sô! Né q'esse solzão tá matano meu mio e meu feijão! Tinha de dá um pé d'água pra mode sarvá minhas prantas!
- Pois  é sô! Já vai umas boa semana sem uma chuvinha, né? Respondeu o compadre em tom de interrogação, pra esticar o fio da meada, e continuou inquirindo o seu amigo:
- Ocê sabe em que dia da semana cê prantou seu mio e seu feijão? Mas o dono  da plantação limitou-se a menear a cabeça negativamente. Então o outro prosseguiu seu interrogatório: 
- Se ocê prantou de domingo a sexta-feira e ainda mais com esse solzão, pode descansar que não vai dar nada! 
Mas  o plantador encafifou-se todo e quis saber o que o sol e o dia da semana tinham a ver com o seu milho e o seu feijão, e, olhando sério para o amigo, perguntou:
- Mas o quê qui ocê tá querendo mi dizê?!
- Ocê num sabe que existe a lua? Pois é. Explicou o compadre do caipira, que ainda não entendia patavinas do que o outro estava explicando-lhe. E continuou a querela:
- O quê qui a lua tem a ver com meu mio e meu feijão? Interrogou ele meio atordoado, ao que o outro retrucou-lhe:
- Ocê num sabe o dia qui o Sinhô descansou não?!
- Sei! Mas o quê qui isso tem a ver com lua, dia da semana, sol e prantação? Reagiu o pobre caipira, demonstrando irritação.
 
O seu compadre, mais astuto, foi explicando-lhe, pacientemente, e disse-lhe:
- É que no sábado o Sinhô descansa, num sabe; então no sábado a lua num gunverna, num sabe; então o sábado é o mió dia pra si prantá, num sabe; pra si cortá o cabela, num sabe; si capá poico, frango de engorda, podá arve, num sabe....
 
E nesse momento veio chegando um terceiro caipira, de nome Mané, a quem p caipira plantador recorreu:
- Ô Mané, em qui dia da semana ocê pranta sua roça e em que lua? O caipira Mané não se fez de rogado e foi lascando resposta:
- Eu pranto todo dia ! Na lua eu não posso prantá nada não, porque não posso ir inté lá, então eu pranto é na terra mermo! 
O compadre do plantador embargou a conversa com um meneio de cabeça, em sinal de desaprovação, e,
propôs a todos tomar mais uma branquinha pra lubrificar a palavra, e deixar esse assunto para resolverem durante a caminhada  de volta pra casa. 
 
Gargantas enxaguadas, pé na estrada, e lá se foram os três gesticulando encima de seus cavalos e sob a nuvem de poeira vermelha dos estradões mineiros.
***

Exibições: 10

Comentar

Você precisa ser um membro de HIP HOP MULHER para adicionar comentários!

Entrar em HIP HOP MULHER

© 2019   Criado por Tiely Queen.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço